Brotas/São Pedro-SP (abril/2014)

18/04/2014 – Cascavel/PR-BR a Brotas/SP (777km)

Esta viagem começou diferente para mim, desta vez minha namorada, a Clenir, iria me acompanhar nesta aventura. Foi engraçado ter que dividir o espaço das minhas malas com ela. Bem isso acho que é o que todo homem teme quando vai viajar com companhia feminina. Ela por sinal superou todas as expectativas e até levou menos bagagem do que eu. Basicamente foi uma mala lateral para cada um, no bagageiro ficaram os apetrechos para acampar e na mala tanque os equipamentos fotográficos.

Eram 6:00h de uma manhã chuvosa e com 16° graus de temperatura, quando saímos de Cascavel/PR rumo a região central do estado de São Paulo.

Seguimos por Campo Mourão/PR, onde paramos para abastecer e comprar “algumas” caixas de bombons para presentear praticamente toda a minha família (não é Clenir?).

O tempo estava um pouco nublado, mas sem chuva!

Contornamos Maringá/PR e Londrina/PR, e chegamos a Cornélio Procópio/PR às 11:30h. Visitamos meus pais e almoçamos.

Abastecemos a moto e fomos  ao monumento do Cristo (A maior estátua sacra de bronze da América Latina) para apresentá-lo a minha companhia.

IMA_0052

IMA_0053

De volta a estrada (BR-369), seguimos por Bandeirantes/PR e Andirá/PR até a divisa de estados Paraná-São Paulo. Contornamos a cidade de Ourinhos/SP e abastecemos próximo ao acesso à Cabrália Paulista/SP.

IMA_0094

Continuamos por Bauru/SP e Jaú/SP até chegar a Brotas/SP por volta das 17:00h já no fim da tarde.

IMA_0135

Tivemos grandes dificuldades para encontrar um hotel, já que cidade estava tomada devido ao feriadão de Páscoa-Tiradentes (4 dias) que seria uma das poucas oportunidades neste ano. Até cogitamos em dormir em um camping.

Finalmente quando encontramos uma vaga em um hotel, estava caro e com restrições. Sem ar condicionado, camas simples e de concreto, enfim tudo bem simples.

Depois do banho fomos jantar no Miragua. Seguindo a indicação da recepcionista do hotel, pedimos um prato. Que foi mais que suficiente para nós dois.

IMA_0152


19/04/2014 – Brotas/SP a Cachoeira do Saltão (São Pedro/SP) (62km)

Após o café da manhã (8:30h) iniciamos nossa pequena exploração da região. Paramos para abastecer a moto e fomos ao Parque dos Saltos no centro da cidade (cortado pelo rio Jacaré-Pepira). Serviu para que a Clenir começasse a se familiarizar com sua nova companheira, a máquina fotográfica (Canon SX510).

IMG79396

IMG79438

O tempo estava ótimo, limpo e com temperatura muito agradável.

Seguimos pela rodovia SP-197 até encontrar a rodovia do Patrimônio, a SP-414. Nossa próxima parada seria o Recanto das Cachoeiras  (8km do centro de Brotas, todo o asfaltado).

O ingresso para o Recanto das Cachoeiras estava R$35 por pessoa e dava o direito a conhecer as cachoeiras e desfrutar da infra-estrutura do local (piscina, restaurante, lanchonete, mirantes, banheiros, …) durante o dia todo. Para nós era um pouco caro já que queríamos apenas ver as cachoeiras, e infelizmente não havia esta opção em nenhum dos lugares visitados.

Apreciamos a vista do mirante do Vale do Jacaré e iniciamos a trilha Mata’dentro no sentido horário, era 9:40h da manhã.

IMG79441 IMG79459

Uns 10min de caminhada leve (descida) encontramos um bela e grande cachoeira, a Cachoeira Roseira com seus 55m de altura.

IMG79463

Passamos por um ponte e iniciamos um trecho em subida até a Cachoeira Santo Antônio, uma queda menor (15m) que formada uma pequena piscina natural.

IMG79473

IMG79503

Voltamos ao receptivo às 10:30h e seguimos para a próxima atração, o Camping das Três Quedas (22km de Brotas/SP, uns 2km de cascalho).

Neste a entrada era R$30 por pessoa, possuía restaurante, cabanas e camping , além de piscina.

Fomos conhecer as cachoeiras que era o nosso foco. Começamos pela Cachoeira Nascente (6m) que era bem pequena e com pouco volume de água. Seguimos para as Cachoeiras Andorinhas (20m) e Figueira (47m) onde estavam praticando “canyoning” (rapel ao lado da cachoeira). Nesta última pode-se ver como algumas pessoas eram imprudentes e subiam nas pedras escorregadias junto a cachoeira para tirar uma foto na “melhor posição”. Um acidente era iminente.

IMG79532 IMG79546 IMA_0252

Fomos ao restaurante do local e aproveitamos para almoçar já que era meio-dia.

Continuamos por uma estrada asfaltada (SP-414) até próximo ao Patrimônio de São Sebastião da Serra/SP (Distrito de Brotas/SP) e tomamos à esquerda seguindo as sinalizações (Cachoeira do Astor, Cassarova, …). Deste ponto a estrada era de chão batido e um pouco arenosa.

IMA_0302

IMA_0282

Em virtude do tempo decidimos priorizar a Cachoeira do Cassarova, deixando para outra oportunidade a Cachoeira Bela Vista (15m), dos Macacos (25m) e dos Coqueiros (15m).

Quando chegamos ao portão de acesso a Cachoeira do Cassarova, um rapaz nos pediu se tínhamos reservado a entrada, obviamente como não  tínhamos, nos disse que a cachoeira estava lotada e que não poderíamos entrar. Senti que estava sendo passado para trás já que um carro havia acabado de entrar, mas sem maiores discussões seguimos para a próxima.

No caminho abordamos um carro, e pedimos se sabia o porque de não nos deixaram entrar. O rapaz me disse que havia ocorrido um acidente e uma pessoa havia morrido no local, por isso estavam impedindo a entrada (dessa forma justificava o estranho comportamento).

A triste notícia foi publicada:

Chegamos a Cachoeira do Astor, às 13:10h (31km do centro de Brotas/SP). O ingresso era R$20,00 por pessoa. Encontramos um receptivo um pouco diferente, com muitos objetos decorando o lugar (na opinião da Clenir um pouco exagerada), velas e incenso completava o ambiente.

Do receptivo ao acesso a cachoeira há um estrada de cascalho, que resolvemos percorrer caminhando. A trilha até a cachoeira é um pouco íngreme, mas com menos de 5min. já vimos a bela Cachoeira do Astor (25m) formada pelo Rio Bauru. Existem outros saltos segundo minha pesquisa, mas só tivemos acesso a esta.

Vários banhistas aproveitavam o calor para se refrescarem na piscina natural na base da cachoeira.

IMA_0322

IMA_0315

Novamente no exótico receptivo, paramos para tomar água e conversar com o pessoal, antes de continuar.

Retornamos a estrada de chão batido e seguimos para o leste. Passamos pela estrada de acesso à Cachoeira do Escorregador, outra que infelizmente decidimos deixar para trás e priorizamos a Cachoeira do Saltão.

Neste trecho aconteceu uma cena muito engraçada, imagine uma moça na garupa comendo sua deliciosa esfirra enquanto eu pilotava a moto, detalhe sem tirar o capacete!!! Foi bem engraçado.

Percorremos uns 10km de estrada de chão e voltamos para o asfalto (SP-000 / Rodovia Municipal Ulisses Guimarães) e mais 5km em direção a cidade de Itirapina/SP até a estrada de acesso a Cachoeira do Saltão (+1,3km de chão) .

Infelizmente na recepção do camping, o meu primeiro tombo com a Clenir. Quando estava parando para que ela fotografasse a entrada do lugar, eu passei com a roda dianteira sobre uma pedra, perdi o equilíbrio e não consegui segurar a moto, que tombou. Eu fui para o chão e mais ou menos uns 2 segundos depois, a Clenir caiu encima de mim. Eu tenho minhas dúvidas, mas eu acho que ela se jogou sobre mim, só para que eu não ficasse muito desmoralizado!

Prontamente o pessoal veio ao nosso auxílio, perguntando se estava tudo bem. Claro eu nem tirei o capacete de vergonha!!!

Passado o susto e batido a poeira, fomos ao camping. Ali mesmo já me perguntavam se não era eu, o motoqueiro do tombo (Droga, não adiantou ficar com o capacete)!

O lugar possui uma boa infra-estrutura, com camping (R$45 por pessoa), apartamentos, chuveiros quentes, piscina, quiosques com churrasqueiras, pontos de iluminação e energia, um restaurante e uma lanchonete.

Arrumamos a nossa barraca e fomos conhecer as cachoeira do lugar, era  por volta das 16:00h.

IMG79773

A primeira e mais impressionante era a dá nome ao  local, a Cachoeira do Saltão com 75m de altura encravada num paredão de pedra.

IMG79710

IMA_0369

Continuando a trilha chegamos a Cachoeira da Ferradura, com 47 m, porém com muito pouco volume de água (praticamente inexistente).

IMG79722

Voltamos para o camping e deixamos a Cachoeira do Monjolinho para conhecer no outro dia.

Tomamos banho e fomos descansar um pouco. Esperamos até às 19:00h para ir ao restaurante jantar. Porém à noite o restaurante não funciona. Estávamos famintos e o cheiro de churrasco por todo o camping era de matar!!!

Felizmente havia uma espécie de mercearia e eles faziam lanche. O que acabou sendo a salvação.

De barriga cheia fomos para barraca tentar descansar para o próximo dia!

Foi uma noite muito longa, estávamos num ponto isolado, mas durante a noite chegaram outras pessoas e montaram suas barracas junto a nossa! Imagine o barulho, a conversa, a luz acessa, …


20/04/2014 – Cachoeira do Saltão a Cachoeira Dorigon (São Pedro/SP) (70km)

Logo pela manhã fomos até a Cachoeira do Monjolinho (12m), por uma trilha oposta a trilha para as cachoeira do dia anterior.

IMG79795

Tomamos um ótimo café da manhã no restaurante e voltamos para arrumar nossas coisas  e seguir viagem.

Paramos para fotografar a Cachoeira do Saltão de cima por um mirante e às 9:35h estávamos seguindo para São Pedro/SP.

IMG79833 IMG79836

No caminho paramos no Rancho da Tirolesa, que a principio era para fotografar a vista panorâmica do lugar e beber algo.

IMG79840

Eu desafiei a Clenir a fazer a tirolesa, perguntando se ela tinha coragem, e não é que ela topou?! E como eu não poderia afinar, dancei!!!

Esperamos pessoal se organizar para fazer a primeira tirolesa do dia, o que fez a ansiedade aumentar um pouco. Tudo preparado eu fui primeiro (sem essa de primeiro as damas…rs), na minha estréia em uma tirolesa! Foi muito bacana, é uma sensação bem legal!

Voltei para a plataforma de “lançamento” para fotografar o passeio da Clenir.

IMA_0554

Depois da aventura, seguimos para São Pedro/SP, pela Rodovia Municipal SP-000 até reencontrar a SP-414.

Seguimos pela SP-414 sentido o “Patrimônio” até o Recanto Dorigon (trecho todo asfaltado). A principio conheceríamos a Cascata Dorigon e depois iríamos para São Pedro/SP. Porém no local descobrimos que havia uma cabana quase sendo desocupada e poderíamos nos hospedar ali.

Deixamos reservado e seguimos para São Pedro/SP.

No caminho paramos em um mirante com uma ótima panorâmica de São Pedro/SP e região.

Deixamos a moto no estacionamento do restaurante no Parque do Cristo Aureliano Esteves, e subimos uma escadaria até os pés do monumento do Cristo com 17 m de altura e com uma vista incrível da região.

Enquanto admirávamos a vista, Feodor da AirBrasil Balonismo me ligou pré-confirmando o passeio de balão para o dia seguinte.

IMG79849 IMG79854

Voltamos a moto e descemos a bela serra até um trevo de acesso a Gruta dos Anões.

O local possui estrutura de camping, chalés e lanchonete. A principal atração é uma gruta de arenito, a Gruta dos Anões. Pagamos pelo acesso de visita, e teríamos uma hora para conhecer a gruta.

IMA_0621

Conhecemos rapidamente o local, lanchamos e seguimos para o  centro de São Pedro/SP, onde conhecemos a igreja principal e visitamos algumas lojas de artesanato local.

De volta ao Recanto Dorigon, esperamos mais algum tempo e finalmente nos hospedamos na nossa cabana!

IMG79953

Saímos por uma trilha para conhecer a principal atração do local, a Cascata Dorigon (15m). Eu aproveitei e me diverti nadando um pouco na água gelada da cascata, enquanto a Clenir só fotografava.

IMG79924

Fomos até a piscina, bem concorrida principalmente por crianças. Como não poderia ser diferente, aproveitei também.

IMG79957

Depois do merecido banho, fomos ao centro da cidade de São Pedro/SP para jantar  (Casarão de Furna).

Retornamos e fim de mais um ótimo dia.


21/04/2014 – São Pedro/PR-BR a Cascavel/PR (820km)

 Acordamos bem cedo (5:30h), ajeitamos as malas e conforme combinado com o recepcionista do Recanto Dorigon no dia anterior às 6:00h sairíamos para o passeio de balão.

Chegamos ao portão de acesso e ainda estava acorrentado. Fui para um lado e para outro e não encontrei ninguém. Estava angustiado já o que check-in do voo era às 6:20h, estávamos preso e sem comunicação com o pessoal da AirBrasil já que o celular não tinha sinal ali.

Por muita sorte e graças a Clenir, ela reparou em um cachorro que foi para um lado da recepção e não voltou. Fomos verificar e o caseiro morava ali no fundo. Graças a Deus!!!

Finalmente ele abriu portão e seguimos para o aeroporto, que fica entre a São Pedro/SP e Águas de São Pedro/SP. Tivemos um pouco de dificuldade, mas chegamos no local combinado às 6:45h.

Como não estava vendo ninguém e muito menos balão liguei para o Feodor. Eles estavam indo para outro ponto de decolagem e tiveram que voltar para nos buscar. Fiquei um pouco constrangido com o contra-tempo que causei, mas não tive culpa.

O horário do voo era às 7:00h no aeroporto de São Pedro/SP, mas como o vento estava no sentido da serra, por questão de segurança foi necessário  mudar o local. E como estávamos sem sinal de celular, não puderam nos avisar.

Felizmente, tudo deu certo e seguimos para o ponto de decolagem.

Chegando ao local, lá estava ele, um balão de oito passageiros nos esperando para voar!

IMG79961

Sem muita cerimônia subimos a bordo e começou o voo.

Minha primeira impressão era um pouco de receio e apreensão. Meu Deus estamos voando! Depois dos 5m de altura, já me sentia bem a vontade (o que iria fazer!).

Ao sobrevoar a cidade, o ponto de vista para mim era o mais interessante. Ver as pessoas, cachorros, rios, lagos e casas de um ângulo completamente novo, era muito bacana. Claro, fotos e mais fotos eram inevitáveis.

IMG79976 IMG79991 IMG79988 IMG79983

O voo é extremamente agradável, silencioso (a não ser o jato de gás para controlar a subida do balão) e suave.

Feodor, nosso piloto, é muito experiente e fez dois “rasantes”. Manobrando de forma extremamente precisa o balão sobre um canavial e sobre a copa de uma plantação de eucaliptos.

IMG80018 IMG80067 IMG80065 IMG80052 IMG80030 IMG80025 IMG80020

IMG80154

IMG80158

10174896_473410179458692_3925305910550837105_n 10171053_473404599459250_1748996124664412179_n 10155658_473410246125352_3767554930346273684_n

IMG80171

Pouco mais de uma hora de voo, pousamos em uma fazenda. Como o balão está ao sabor do vento, é ele quem manda!!!

Seguindo a tradição, brindamos com champagne o voo e tivemos um pequeno piquenique.

IMG80189

Dados do Voo – GPS (Pessoal)

Perfil_Balão

– Altitude de Partida: 495m (7:06h)

– Altitude Máxima: 973m (7:39h)

– Velocidade Máxima: 37km/h (7:41h)

– Velocidade Média: 12km/h

– Tempo Passeio: 1:15h

– Distância Passeio: 14,5km

Depois do fantástico passeio, que recomendo muito, voltamos para o aeroporto onde estava a moto. Saímos dali por volta das 9:30h da manhã e pela frente mais 700km  de viagem de retorno até Cascavel/PR.

 


Referências:

http://www.feriasbrasil.com.br/

http://www.saopedro.com.br

http://www.recantodascachoeirasbrotas.com.br/

http://www.cachoeira3quedas.com.br/

http://www.saltao.com.br/

http://www.balonismobrasil.com.br/

http://www.grutadosanoes.com.br/

http://www.parquedocristo.com.br/


Resumo Gastos:

  • R$273,15 – Combustível
  • R$ 80,65 – Pedágios
  • R$600,00 – Passeio Balão (Casal)
  • R$ 46,50 – Água+Refrigerantes
  • R$170,00 – Hotel Brotas
  • R$ 90,00 – Camping Saltão
  • R$120,00 – Cabana Recanto Dorigon
  • R$ 70,00 – Entrada Recanto das Cachoeiras 2×35
  • R$ 60,00  – Entrada 3 Quedas 2×30
  • R$ 40,00 – Entrada Astor 2×20
  • R$ 50,00 – Tirolesa 2×25
  • R$ 10,00 – Entrada Gruta dos Anões
  • R$ 66,00 – Jantar (Brotas/SP) (1x)
  • R$ 29,50 – Almoço 3 Quedas (1x)
  • R$ 29,50 – X-Salada+Misto Quente+Água
  • R$ 30,00 – Café-da-Manhã Saltão (2x)
  • R$ 51,50 – Jantar (São Pedro/SP) (2x)
  • R$ 44,00 – Almoço (Bandeirantes/PR) (2x)

Total -> R$1860,80

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s