Viagem Atacama-Santiago/Chile – Dia 10 – Mendoza/RA

10º Dia – 05/01/11 – Santiago-CH a Mendoza-RA (394km)

 

Ao buscar a moto, que estava a dois dias no estacionamento, coloquei as malas e às 9:20h (horário local) estava saindo do hotel.

A saída de Santiago-CH foi um pouco complicada, por causa do trânsito e de alguns motoristas que me fecharam.

Seguindo o GPS foi tranqüilo, errei apenas uma vez, já que o trevo que havia no mapa estava desatualizado e tive que retornar um pouco.

Numa cidadezinha fiz  um abastecimento para completar o tanque e seguir viagem.

Fui pela Ruta 60, sentido norte rumo a Los Andes-CH e ao Paso Libertadores.

O caminho era lindo e as paradas fotográficas eram inevitáveis, numa delas conheci um caminhoneiro gaúcho (Uruguaiana/RS) com seu tradicional chimarrão.

DSC43562 DSC43572 DSC43575 DSC43578 DSC43582 DSC43589 DSC43591 DSC43596 DSC43607 DSC43609 DSC43613 DSC43617 DSC43626 DSC43636 DSC43640

Por volta das 11:30h ainda a 1000m.s.n.m. começou a subida pelos “caracoles”, na minha opinião as curvas da “Cuesta de Lipán” (para atravessar o Paso de Jama) são mais bonitas. Além disso, mais alto 4100m.s.n.m. contra 3200m.s.n.m.

DSC43645 DSC43651 DSC43658 DSC43660 DSC43663 DSC43690

Antes da primeira instalação aduaneira, havia um bloqueio devido ao re-asfaltamento de um dos lados da via. Neste lugar não foi necessário nenhum tramite burocrático.

Pouco adiante se atravessa literalmente a Cordilheira dos Andes ao meio por uma longo túnel (Túnel do Cristo Redentor) e chegasse a solo Argentino.

Neste lugar numa pequena cabine, um funcionário lhe entrega um papel simples com um carimbo e anota a placa da moto.

Logo na seqüência há um povoado chamado Las Cuevas-RA, onde parei para almoçar e decidir os próximos passos da viagem.

DSC43706 DSC43714 DSC43718 DSC43722

Ajudados por informações de clientes e funcionários do restaurante, resolvi encarar a subida de 8km de estrada não pavimentada até o Cristo Redentor a 3800m.s.n.m.

Com muito cuidado devido ao terreno íngreme e com pedras soltas, fui subindo e admirando aquele belíssimo cenário. No caminho parei para verificar se o que estava vendo seria neve, o que realmente era. Pela primeira vez sentia neve nas mãos.

Pouco a pouco subi aquela estrada que serpenteava montanha acima. Quando cheguei avistei a esperada estátua rodeada por turistas, carros e vans.

Ali era frio e ventava um pouco mais.

Registrado o monumento, encarei o trajeto um pouco menos tenso da volta à rodovia RN-7.

DSC43732 DSC43740 DSC43744 DSC43750 DSC43759 DSC43766 DSC43778

Às 14:30h (local) retornei para o asfalto e segui para a Aduana Integrada Chile-Argentina (20min. depois). Tinha uma pequena fila de automóveis à frente, que pouco a pouco foi acabando.

Pediram para entregar o papel carimbado com o número da placa a 15km dali para um guarda (que fica  no meio da pista), antes parei na chamada “Ponte Inca”.

DSC43786 DSC43789 DSC43794 DSC43803 DSC43806 DSC43835 DSC43839

DSC43844

As paisagens ao lado do Rio Mendoza eram espetaculares e corria risco de cair a todo o momento nas paradas no acostamento de pedras soltas (valia à pena).

DSC43852 DSC43858 DSC43864 DSC43872 DSC43874 DSC43876 DSC43883 DSC43886 DSC43893 DSC43896 DSC43905 DSC43907 DSC43911 DSC43912 DSC43916 DSC43920 DSC43932 DSC43935

Na região Uspallata-RA a paisagem ganhou tons verdes e ficaram ainda mais bonitas.

DSC43937

Na cidade fiz outro abastecimento e parei para beber algo, onde conheci outros dois casais de brasileiros (um com carro e outro com um moto Hayabusa).

As paradas freqüentes continuaram, mas aumentei o ritmo da viagem.

DSC43948 DSC43951 DSC43954 DSC43957 DSC43965 DSC43968 DSC43976

Logo após o trevo de acesso a Potrerillos-RA um engarrafamento, sem saber o motivo, esperei na fila de carros.

Consultando GPS havia um possível caminho pela cidade e resolvi tentar usá-lo.

DSC43981 DSC43986 DSC43988 DSC43991 DSC44003

Próximo ao encontro do caminho que estava e a rodovia principal segundo o GPS, fui surpreendido. Estava a 120km/h e de repente deparei com o fim da pista, à frente somente um barranco. Freei bruscamente a moto, conseguindo parar a poucos metros da queda (buraco com uns 2 metros de altura), este foi o maior susto de toda a viagem. À direita a pista continuava um pouco mais e logo estava numa estrada de terra bem irregular. Ao passar por alguns buracos alcancei novamente a Ruta RN-7 sem o congestionamento.

Segui num bom ritmo até a Ruta RN-40 e Mendoza-RA.

DSC44005 DSC44010

Na entrada da cidade uma loja de motos, que me indicaram outra oficina (Honda) para trocar o óleo e o filtro.

À frente dela, estava um grupo de motoqueiros brasileiros, que estavam indo para outra oficina, já que ali não trocavam óleo.

Por desencargo de consciência, resolvi perguntar se não poderiam trocar o óleo e filtro para mim. O mecânico Gustavo me tranqüilizou dizendo que sim. (Não entendi porque os motoqueiros brasileiros não se entenderam).

Enquanto conversávamos, o pessoal da oficina me indicou um hotel praticamente ao lado.

Na entrada do hotel, conheci outro casal de brasileiros de Cuiabá/MT (Guilherme e sua esposa), depois do check-in, assistindo TV descobri que o congestionamento em Potrerillos-RA era um devido a um acidente fatal envolvendo um casal de chilenos.

Depois do banho, fui ao centro da cidade jantar. No caminho conheci o Sr. Franco, que me deu algumas dicas e até seu número de celular para alguma eventualidade.

Passei um pouco pela Plaza de La Independência e fui jantar (Bife de Chorizo com um bom vinho).

 

 

IMG26504

IMG26509 IMG26511

Enquanto jantava, pensava nas experientes palavras do Sr. Franco e decidi ficar um dia a mais em Mendoza-RA.

 

Gastos no dia: C$ 34300 / A$ 345,75 / Total em R$ 293,68

C$ 28000 – Hotel (Santiago/CH) 2xC$14000 (R$ 109,59)
C$ 3000 – Café da Manhã (Hotel) 2xC$1500 (R$ 11,74)
C$ 2600 – Combustível DL650 V-Strom (6205km – 3,760l – C$/l 692,0) Copec – Colina/CH (R$ 10,18)
C$ 200 – Pedágio Las Canteras (R$ 0,78)
C$ 500 – Pedágio Chacabuco (R$ 1,96)
A$ 42,00 – Almoço (Las Cuevas) (R$ 19,31)
A$ 58,00 – Combustível DL650 V-Strom (6451km – 12,172l – A$/l 4,769) YPF – Uspallata/RA (R$ 26,67)
A$ 9,25 – Fanta (R$ 4,25)
A$103,50 – Óleo Motul 3000 20W-50 3l (R$ 47,59)
A$ 80,00 – Troca Óleo+Filtro V-Strom (6575km) Mendoza/RA (R$ 36,78)
A$ 54,00 – Bife de Chorizo (R$ 24,83)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s